Com o intuito de suprir a necessidade da aquisição de aeronaves de fuselagem larga (wide body aircraft), a Turkish Airlines decidiu comprar 50 destes modelos e 10 opcionais, um total de 60 unidades, sendo que seis serão entregues em 2019,  14 em 2020, 10 em 2021, 12 em 2022, 11 em 2023 e sete no ano 2024. Deste total, 30 serão da Boeing, o B787-9, (25 + 5 opcionais) e 30 da Airbus, sendo o A350-900 (25 + 5 opcionais).

            Vale destacar ainda que a Companhia assinou um MoU (Memorandum of Understanding – Memorando de Entendimento)  com a Airbus em janeiro, no Palácio Élysée, em Paris, durante a visita oficial de seu presidente turco Recep Tayyip Erdoğan ao presidente francês Emmanuel Macron. Além disso, em setembro de 2017, durante a participação do presidente Erdoğan na Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York, a Boeing e a Turkish Airlines anunciaram o compromisso de encomendar 787-9 Dreamliners.

            De acordo com M. İlker Aycı, Presidente do Conselho e do Comitê Executivo  da Turkish Airlines: “Estamos satisfeitos ao concluirmos este processo de aquisição das aeronaves, um marco não só para a Turkish Airlines, mas também para a aviação da Turquia. Esses acordos transformaram-se em importantes aquisições de aeronaves de fuselagem larga (wide body aircraft), que suprirão as necessidades da Companhia ao operarmos no novo aeroporto de Istambul,  local em que será o nosso novo hub, assim que a sua construção for finalizada. Vale ressaltar que esta iniciativa reforçará ainda mais a nossa frota em constante expansão para 2023, o 100º ano da República da Turquia, refletindo o nosso compromisso em elevar continuamente o nível de satisfação de nossos passageiros em relação aos nossos serviços, agregando valor em toda cadeia da aviação civil turca”.