A Lonely Planet divulgou sua lista de melhores destinos na Europa em 2019, destacando quais lugares devem entrar no radar dos viajantes que pretendem visitar o continente durante este verão europeu. Os especialistas da líder mundial de mídia de viagens exploraram litorais remotos, cidades agitadas e regiões intocadas do Velho Mundo, a fim de indicar os destinos mais quentes do momento.

As montanhas Tatras, na Eslováquia, conquistaram o lugar de honra como o destino número 1, onde os viajantes podem experimentar uma paisagem mítica com “sinuosos picos e impetuosas cataratas” e ver ursos-pardos – erradicados da maior parte da Europa, mas que “vivem felizes nessa região selvagem e acidentada”. Além de observar a vida selvagem, é possível fazer trilhas até o cume mais alto da Eslováquia, o Gerlach (Gerlachovský Štít), passear de barco no lago glacial Štrbské Pleso e aproveitar a tradicional hospitalidade local em altas altitudes (nas famosas chaty, as cabanas da montanha).

O ponto mais ao norte do Reino Unido, as Ilhas Shetland também ganharam um espaço na lista deste ano, ficando em sexto lugar. Isoladas no mar do Norte, os viajantes têm que passar uma noite em uma balsa que parte de Aberdeen para chegar até lá. Os que empreenderem essa jornada serão recompensados com “incríveis trilhas litorâneas, uma abundante vida selvagem e famosos restaurantes de fish and chips, além de uma ou duas boas doses de uísque, cortesia dos orgulhosos, simpáticos locais”.

Na lista, também estão Madri, na Espanha, que “está retomando o passo com vigor renovado” e agora ostenta “uma das ruas mais descoladas do continente”, a Calle de Ponzano – uma faixa de restaurantes de tapas e bares minimalistas; a recém-inaugurada Rota da Costa Ártica, que serpenteia entre 21 vilas e quatro ilhas ao longo do primitivo litoral norte da Islândia, oferecendo o melhor do país sem as multidões; a antes decadente cidade portuária de Bari, na Itália, que está passando por um renascimento fruto de uma década de mudanças; e a “linda”, “obcecada por comida” e “culta” Lyon, na França, que deve se tornar a nova queridinha dos visitantes internacionais ao ganhar os holofotes globais como sede da final da Copa do Mundo de Futebol Feminino, em julho.

Tom Hall, VP de Experiências da Lonely Planet, afirma: “A lista de melhores destinos na Europa em 2019 informa para quais lugares desse continente vale a pena viajar no momento. De passeios culturais urbanos a paisagens impressionantes, animados destinos gastronômicos e os melhores locais para fugir da multidão, há uma variedade enorme de experiências a serem aproveitadas em toda a Europa neste verão. Sejam os clássicos destinos favoritos com algo novo a oferecer, sejam aqueles dos quais você nunca ouviu falar, todos esses devem entrar na lista de qualquer viajante.

 

Melhores destinos na Europa em 2019 da Lonely Planet

  1. Montanhas Tatras, Eslováquia:Uma paisagem lendária onde”a neve cobre o chão e animais ferozes guardam as florestas”.
  2. Madri, Espanha:“A vida noturna da cidade, sempre uma das melhores na Europa, segue crescendo”, e “o discurso de sustentabilidade ganhou força, levando a um novo foco em pedestres, com a criação de ciclovias e a elaboração de sistemas para aluguel de bicicletas, além da construção de calçadas mais largas e implementação de novos controles de emissão de gás carbono, o que contribui para a transformação do local”.
  3. Rota da Costa Ártica, Islândia:“Impressionantes maravilhas naturais pelas quais esse país é merecidamente famoso – estrondosas cataratas, geleiras colossais, fumarolas fumegantes – e infinitas oportunidades para a prática de esportes de inverno, observação de vida selvagem e aventuras na natureza. O melhor da Islândia – mas sem tantas pessoas”.
  4. Herzegovina,Bosnia e Herzegovina:Caminhe pelas ruas medievais de Počitelj, explore os túneis de Vjetrenica, faça trilhas até Lukomir, uma tradicional vila nas montanhas, e passeie pela rota de ciclismo CIRO – todos são ótimas chances de ganhar uma nova perspectiva dessa região tão fotogênica”.
  5. Bari, Itália:A cidade está “revigorada.O revitalizado centro histórico dita o tom do ambiente, enquanto as lojas fechadas foram substituídas por restaurantes familiares. (…)Espaços culturais estão reabrindo, desde o ornamentado Teatro Piccinni até os antes condenados hotéis históricos, como o Oriente”.
  6. Shetland, Escócia:Os aventureiros que seguirem para o ponto mais norte do Reino Unido serão recompensados com “incríveis trilhas litorâneas”, poderão contemplar “lontras e orcas”e apreciar “restaurantes famosos de fish and chips, além de uma ou duas boas doses de uísque, cortesia dos orgulhosos, simpáticos locais”.
  7. Lyon, França:Pronta para virar a nova queridinha dos visitantes internacionais, entra nos holofotes globais ao sediar, em julho, a final da Copa do Mundo de Futebol Feminino. “Linda”, “obcecada por comida” e “culta”,Lyon também recebeu recentemente o reconhecimento da União Europeia por seus esforços em desenvolver um turismo acessível e sustentável.
  8. Liechtenstein:Dê a volta em um país inteiro em apenas um fim de semana graças à trilha de Liechtenstein. Criada como parte das comemorações de 300 anos desde que Liechtenstein se tornou uma nação soberana, essa rota cênica de 75km “serpenteia por picos e pastos”, passando pelas 11 municipalidades do país.
  9. Vevey, Suíça:Vevey comemorará abrindo mais garrafas de vinho do que nunca quando o festival Fête des Vignerons, que acontece apenas uma vez a cada 20 anos e dura três semanas, chegar à cidade, em julho. Os visitantes podem forrar o estômago em um dos diversos restaurantes de qualidade – que oferecem desdemenus degustação com 20 pratos a um fondue bom e barato – e, depois, gastar todas as calorias nadando no lago.
  10. Istria, Croácia:Oferece história (comece pelo imponente anfiteatro romano de Pula e os mosaicos de Poreč, listados como patrimônio da humanidade pela Unesco), praias, tours gastronômicos de bicicleta na primavera, festivais de música no verão e excursões para colheita de trufas no outono. O aumento de opções de voos europeus faz desta península em formato de coração um destino cada vez mais acessível.

 

Escolhendo os melhores destinos na Europa:
Há mais de 45 anos, os especialista em viagem do Lonely Planet exploram cada ruazinha de pedras e admiraram cada vista do continente, buscando novas e ótimas experiências que os mantivessem à frente quando o assunto é viajar pela Europa. Nesta sétima edição da lista, eles compartilham suas dicas dos lugares que você não pode deixar de conhecer no verão europeu deste ano. Quer esteja em busca de florestas habitadas por ursos, quer esteja atrás de cidades emolduradas por vinícolas, a lista de melhores destinos na Europa da Lonely Planet apresenta os dez lugares mais excitantes do continente para visitar na próxima estação.


Sobre a Lonely Planet:

A Lonely Planet é uma empresa líder no setor de mídia de viagem e a principal marca do mundo em guias de turismo, fornecendo informação confiáveis e inspiradoras para todo tipo de viajantes desde 1973. Durante as últimas quatro décadas, imprimimos mais de 145 milhões de guias e criamos uma dedicada e apaixonada comunidade global de pessoas que amam viajar. Nosso conteúdo também pode ser encontrado em nosso site, aplicativo, em vídeos, guias em 14 línguas e em 13 edições internacionais da nossa revista, além de livros infantis, de lifestylee-books e mais. Visite-nos em lonelyplanet.com ou participe da nossa comunidade com mais de 14 milhões de viajantes. Confira também as nossas redes sociais: Facebook (facebook.com/lonelyplanet), Twitter (@lonelyplanet), Instagram (instagram.com/lonelyplanet) e Snapchat (@lonely.planet).