A Turkish Airlines, companhia que  voa para mais destinos no mundo e opera com  responsabilidade ambiental e social na Turquia e nas comunidades dos 120 países que viaja, apresenta a terceira edição de seu Relatório de Sustentabilidade, produzido conforme  as principais diretrizes do Modelo GRI G4, da Global Reporting Initiative (GRI). A agenda de sustentabilidade da operadora global constitui de quatro pilares, cada um dos quais inclui uma série de aspectos materiais, intitulados:  governança, economia, meio ambiente e social (a íntegra do documento pode ser acessada no link abaixo).

Já o Relatório de Sustentabilidade da Turkish Airlines de 2015 foi reconhecido com o Prêmio de Ouro na categoria de relatório de sustentabilidade no Spotlight Awards da Global League Professionals (LACP) de 2016 – Competição de Comunicação Global, que é considerada uma das mais diferenciadas do mundo.

            A empresa, empenhada em contribuir para o desenvolvimento sustentável, a partir da condução de seus negócios de forma responsável nos âmbitos social, econômico e ambiental, foi listada no Índice de Sustentabilidade BIST, que inclui companhias negociadas na Borsa İstanbul, com alto nível de performance em sustentabilidade corporativa, durante o período de novembro de 2017 a outubro de 2018. Vale destacar que a Turkish Airlines foi listada neste Índice nos últimos dois anos, devido as suas práticas e políticas de sustentabilidade.

Com o intuito de proteger o meio ambiente e  combater a mudança climática, que são vistos como um dos problemas mundiais mais desafiadores, a Turkish Airlines realizou várias iniciativas para aumentar a eficiência de combustível e reduzir a emissão de carbono associada às suas operações.  Neste sentido, a empresa voa 20% de forma mais eficiente em comparação há 9 anos, resultado dessas iniciativas de eficiência de combustível. Graças a outros projetos de economia de combustível implementados, a companhia continua a reduzir a emissão de carbono. Desta forma, foram economizadas 43.975 toneladas de combustível, o que corresponde a uma redução de 138.522 toneladas de CO2 no final de 2016. No total, foram reduzidas 1.329.783 toneladas de CO2 desde 2008.

Como forma de contribuir para tornar o mundo mais habitável para as gerações futuras, a Turkish Airlines realizou o “Projeto de Economia de Combustível” (Fuel Saving Project) em 2008, o qual tem conquistado aprovação geral em avaliações nacionais e internacionais. O Conselho Internacional de Transporte Limpo (ICCT – International Council on Clean Transportation) divulgou um relatório comparando a eficiência de combustível e a intensidade de carbono das 20 maiores companhias aéreas em rotas transatlânticas entre os Estados Unidos / Canadá e Europa, e a Turkish Airlines classificou-se em quarto lugar na Transatlantic Airline Ranking de eficiência de combustível.  Além disso, o sucesso deste projeto também está sendo reconhecido em todo o país. Em 2016, a empresa foi premiada com “Low Carbon Hero” na 3rd Carbon Summit, promovido pela Universidade Técnica de Istambul. A companhia também conquistou o prêmio na categoria ‘Carbon and Energy Management‘, no âmbito dos Prêmios de Negócios Sustentáveis de 2017, organizado pela Academia de Sustentabilidade.

A Turkish Airlines, ao possuir uma das frotas mais jovens do mundo, planeja manter sua liderança neste quesito, cumprindo não apenas os seus objetivos relacionados à redução de emissões de carbono, mas também ao ruído e a qualidade do ar, a partir da adoção da nova geração de aeronaves nos modelos Airbus e Boeing, que são mais eficientes em termos de combustível e que serão entregues até 2023.

Focada em minimizar, na medida do possível, os impactos adversos de suas operações no meio ambiente e tomar as ações necessárias para combater as mudanças climáticas, a Turkish Airlines busca continuar suas operações e planejar futuras viagens com responsabilidade ambiental e social na Turquia e no mundo.